Você está aqui: Página Inicial > Ensino > Graduação > Matemática

Matemática

Acesse o site aqui

  HISTÓRICO DO CURSO

            No ano de 1974, os professores Édison Afrânio Berthier e Chaquib Hassan, do Colégio Estadual Túlio de França, tiveram a idéia de criar um Curso de Licenciatura em Matemática na Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras – FAFI de União da Vitória, estado do Paraná. No início do ano de 1975, o então diretor da FAFI, Prof. Mário Riesenberg, decidiu pela criação do referido curso, designando o prof. Édison Afrânio Berthier para junto com a Profª Ivete Mazzali estruturá-lo.
            Durante a constituição do curso ocorreram várias modificações nos cursos de Licenciaturas, ocasionando a criação do Curso de Licenciatura Curta em Ciências (com duração de dois anos), com a participação do prof. Valdir Vieira, e juntamente, a Habilitação em Matemática (com duração de dois anos), através do Decreto Federal nº 79216, de 08/10/1976, que entrou em funcionamento em março de 1977, sendo reconhecido pela Portaria Ministerial nº 617, de 16/12/1980.
            Mais tarde, em 1977, o Curso de Licenciatura Curta em Ciências passou a ter duração de três (3) anos e a habilitação em Matemática com duração de apenas um (1) ano, através do Decreto Federal nº79216, de 08/02/1977 entra funcionamento, sendo reconhecido pela portaria nº617 de 11/07/2000.
            Após duas décadas o curso é transformado em Licenciatura Plena em Matemática, pelo Decreto estadual nº 2286 de 11/07/2000.

 

HABILITAÇÃO DO CURSO: Licenciatura Plena em Matemática

 

OBJETIVOS DO CURSO

            O objetivo do Curso de Licenciatura em Matemática é o de preparar o professor de Matemática para exercício do magistério no Ensino Fundamental e Médio, com capacidade de atuar efetivamente no sentido de melhorar as condições de ensino e aprendizagem vigentes, visando ao desenvolvimento de princípios éticos para o exercício da cidadania, tendo como objetivos específicos:

            - viabilizar a construção de competências profissionais referentes ao comprometimento com os valores inspirados da sociedade democrática atual e da Educação Matemática;
            - oportunizar a inserção do futuro professor em programas de formação continuada;
            - compreender e estabelecer conceitos e argumentações matemáticas;
            - interpretar dados, elaborar modelos e resolver problemas, integrando os vários campos da Matemática;
            - estabelecer relações entre a Matemática e outras áreas do conhecimento;
            - analisar e selecionar material didático;
            - analisar criticamente propostas curriculares de Matemática para a Educação Básica;
            - reconhecer os aspectos axiológicos, ideológicos, políticos e culturais presentes na atuação do professor de Matemática em sala de aula, compreendendo e aceitando que a atuação do mesmo não é neutra;
            - superar preconceitos e considerar as diversas origens e formações de seus alunos;
            - lidar com a ambigüidade, diversidade e complexidade das relações de sala de aula;
            - investigar sua prática e desenvolver o espírito de trabalho colaborativo.

 

PROFISSÃO

“[...] O professor de Matemática é um gestor de currículo e de aprendizagens. Gerir um currículo pressupõe que se conheça muito bem o assunto de aprendizagem para que ele possa ser manobrado de acordo com as situações. Gerir aprendizagens pressupõe respeito pela diversidade de pontos de partida e de formas de aprender, e exige que se conheça muito bem os aprendizes. Hoje o professor tem de organizar a aprendizagem para que os alunos tenham um papel ativo. Para isso precisa de saber encontrar e utilizar os verdadeiros estímulos da matemática, uma área de conhecimento desafiante e criativa por natureza. A diversidade de assuntos e as especificidades de cada um permitem que os alunos não reajam todos da mesma maneira, mas se pensar é inerente à natureza humana todo o indivíduo pode fazer alguma matemática e, por isso, poderá aprender alguma matemática. A sociedade tecnológica de hoje exige que a Matemática contribua para o desenvolvimento de cada cidadão. Tarefas pesadas se as encararmos isoladamente. São tarefas que se realizam com outros profissionais, partilhando dúvidas, dificuldades e certezas também. [...] Ao longo dos anos, a profissão de professor de Matemática tem evoluído, acompanhando os desenvolvimentos da didática e da formação de professores. Hoje encaramo-nos como profissionais responsáveis pelo nosso próprio desenvolvimento profissional. Tudo o que é inerente ao reconhecimento de uma profissão nos torna mais exigentes conosco próprios e com a formação de mais profissionais. [...] Só quem vê a matemática como um saber exclusivamente de serviço e de aplicação pode considerá-la como tal. A matemática é também um saber de desenvolvimento, de educação e de formação. E para um professor de Matemática a sua formação deve articular harmonicamente todas estas componentes. É por tudo isto e pelo alunos de hoje e de amanhã que desejamos que todos os futuros professores de Matemática comecem por realizar uma licenciatura em ensino da Matemática.” (LOUREIRO, Cristina. Editorial Profissão: Professor de Matemática. ESE Lisboa, 1998. Disponível em: http://www.apm.pt/apm/revista/educ47/educ47_2.htm

 

PERFIL DO PROFISSIONAL

           É fundamental que o professor em formação seja capaz de explorar situações-problema, procurar regularidades, fazer conjecturas, fazer generalizações, comunicar-se matematicamente por meio de diferentes linguagens, conceber que a realidade de uma afirmação está relacionada com a consistência da argumentação, utilizar estratégias de ensino alternativas, ter confiança pessoal em desenvolver atividades matemáticas e apreciar a estrutura abstrata que está presente na matemática e sua função social.
           Sendo assim, uma das características do curso de Licenciatura em Matemática é o tratamento dado aos conteúdos matemáticos com a finalidade de proporcionar ao acadêmico uma boa formação em matemática.            Outra característica é proporcionar aos acadêmicos conhecimentos pedagógicos, uma vez que esses são imprescindíveis à formação do professor. Ou seja, o curso está organizado com a preocupação de que o professor para ensinar Matemática precisa ter conhecimento dos conteúdos matemáticos e conhecimentos didático-pedagógicos.

Nesse sentido o Curso de Licenciatura em Matemática procura garantir que seus egressos tenham:

a) domínio dos conteúdos matemáticos;
b) conhecimento sobre Educação Matemática;
c) visão de seu papel social de educador e capacidade de se inserir em diversos contextos de ensino;
d) visão da contribuição que a aprendizagem da Matemática pode oferecer à formação dos indivíduos para a construção/exercício de sua cidadania;
e) capacidade de criar e desenvolver tarefas, propiciando momentos que estimulem os estudantes a coletar, organizar e analisar informações, resolvendo problemas e construindo argumentações lógicas;
f) visão de que o conhecimento matemático pode e deve ser acessível a todos;
g) preparo para o acolhimento e trato da diversidade;
h) autonomia em relação ao seu processo de aprendizagem;
i) capacidade de estimular o pensamento criativo e crítico;
j) integrar na sua prática docente os conhecimentos matemáticos e os conhecimentos de educação matemática.

 

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

Na formação do professor de Matemática é esperado que este se atente para os princípios norteadores de sua formação e para o exercício profissional específico. Para tanto é necessário que os professores formadores considerem:
I - a competência como concepção nuclear na orientação do curso;
II - a coerência entre a formação oferecida e a prática esperada do futuro professor, tendo em vista:

           a) a simetria invertida, onde o preparo do professor, por ocorrer em lugar similar àquele em que vai atuar, demanda consistência entre o que faz na formação e o que dele se espera;
           b) a aprendizagem como processo de construção de conhecimentos, habilidades e valores em interação com a realidade e com os demais indivíduos, no qual são colocadas em uso capacidades pessoais;
           c) os conteúdos, como meio e suporte para a constituição das competências;
           d) a avaliação como parte integrante do processo de formação, que possibilita o diagnóstico de lacunas e a aferição dos resultados alcançados, consideradas as competências a serem constituídas e a identificação das mudanças de percurso eventualmente necessárias.

III - a pesquisa, com foco no processo de ensino e de aprendizagem, uma vez que ensinar requer, tanto dispor de conhecimentos e mobilizá-los para a ação, como compreender o processo de construção do conhecimento.

           Nesse contexto, espera-se que, ao longo do curso, o professor em formação desenvolva, entre outras, as seguintes competências:
           I- competências referentes ao comprometimento com os valores inspiradores da sociedade democrática;
           II- competências referentes à compreensão do papel social da escola;
           III- competências referentes ao domínio dos conteúdos a serem socializados, aos seus significados em diferentes contextos e sua articulação interdisciplinar;
           IV- competências referentes ao domínio do conhecimento pedagógico;
         V- competências referentes ao conhecimento de processos de investigação que possibilitem o aperfeiçoamento da prática pedagógica;
           VI - competências referentes ao gerenciamento do próprio desenvolvimento profissional.

           Considerando as reflexões acima mencionadas acreditamos que a identidade do curso de Licenciatura em Matemática na FAFI está apoiada, evidentemente, em conhecimento matemático, visceralmente vinculado ao tratamento pedagógico e histórico, visando construção de saberes.

 

ATIVIDADES PROFISSIONAIS
A proposta do curso pretende, gerar profissionais com autonomia para gerenciar seu desenvolvimento profissional e pessoal, de modo a construir uma postura contínua de estudo, reflexão e análise de pesquisas e de sua prática docente.  O licenciado em Matemática estará apto a trabalhar como professor na Educação Básica, podendo ainda lecionar no Ensino Superior, em cursinhos pré-vestibulares, aulas particulares, cursos supletivos, entre outros. Poderá ainda trabalhar em institutos de pesquisa, área financeira de empresas e indústrias, pesquisas científicas acadêmicas e profissionais, além de poder exercer outras funções em áreas que dependem da Matemática.
O acadêmico do Curso de Matemática pode ainda realizar estágio remunerado desde que desenvolvido em quaisquer dos campos abaixo. No entanto, esse tipo de estágio deve ser acompanhado por um docente do curso por meio de relatórios.
Campos para estágio remunerado:

- Auxiliar em setores de informática;
- Auxiliar em projetos de ensino de matemática;
- Auxiliar em Gestão Escolar;
- Auxiliar em laboratórios de informática;
- Auxiliar em funções de controladoria de estoque;
- Auxiliar em funções de instituições financeiras;
- Auxiliar Administrativo;
- Auxiliar em empresas contábeis;
- Auxiliar em agências bancárias;
- Auxiliar em funções ligadas às empresas do setor das engenharias e geotécnicas;
- Auxiliar em funções ligadas às empresas de informática (inclusive gráficas)
- Auxiliar em funções ligadas a empresas prestadoras de serviços técnicos especializados.
- Atuar em serviços de monitoria em Matemática e Física nas escolas públicas, privadas ou instituições sociais, assistenciais e culturais, alvos de projetos ou programas de ensino, pesquisa e extensão;
- Atuar em projetos de ensino em Matemática e Física.

 

MATRIZ CURRICULAR

A Matriz Curricular do Curso de Matemática - Habilitação: Licenciatura implantada a partir do ano letivo de 2007 está assim estabelecida:

SÉRIE

DISCIPLINA

CARGA HORÁRIA

PRÉ
REQUISITOS

T

PCC

SEM

ANUAL

 

1ª Série

Cálculo Diferencial e Integral I

124

20

4

144

 

Fundamentos da Matemática Elementar

124

20

4

144

 

Estatística e Probabilidade

124

20

4

144

 

Geometria

124

20

4

144

 

Fundamentos da Álgebra

62

10

2

72

 

Libras

62

10

2

72

 

CARGA HORÁRIA TOTAL

 

 

20

720

 

2ª Série

Cálculo Diferencial e Integral II

155

25

5

180

CDI – I

Álgebra Linear

124

20

4

144

 

Desenho Geométrico e Geometria Descritiva

124

20

4

144

 

Metodologia do Ensino de Matemática I

62

10

2

72

 

Iniciação à Pesquisa Científica

62

10

2

72

 

Psicologia da Educação

62

10

2

72

 

Estrutura e Funcionamento

31

05

1

36

 

CARGA HORÁRIA TOTAL

 

 

20

720

 

3ª Série

Cálculo Diferencial e Integral III

124

20

4

144

CDI – II

Álgebra Moderna

124

20

4

144

 

Física Geral e Experimental

124

20

4

144

 

Equações Diferenciais Ordinárias

62

10

2

72

CDI – II

Metodologia do Ensino de Matemática II

124

20

4

144

MEM – I

Didática da Matemática

36

36

2

72

 

Estágio Supervisionado

 

200

 

200

 

CARGA HORÁRIA TOTAL

 

 

20

920

 

4ª Série

Cálculo Numérico

62

10

2

72

 

História da Matemática

62

10

2

72

 

Metodologia do Ensino de Matemática III

124

20

4

144

MEM – II

Análise na Reta

124

20

4

144

CDI – III

Introdução a Modelagem Matemática

124

20

4

144

 

Informática Aplicada à Educação

36

36

2

72

 

Trabalho de Conclusão de Curso – TCC

36

36

2

72

 

Estágio Supervisionado

 

200

 

200

 

CARGA HORÁRIA TOTAL

 

 

20

920

 

 

Subtotal

 

 

 

3280

 

 

Atividades Acadêmicas Complementares

 

 

 

200

 

 

TOTAL DA CARGA HORÁRIA DO CURSO

 

 

 

3480

 

Para obter o grau de Licenciado em Matemática, o estudante deverá cumprir um total de 3.480 (três mil, quatrocentas e oitenta) horas relativas ao currículo pleno proposto incluindo as destinadas ao cumprimento de Atividades Acadêmicas Complementares. Para a integralização curricular o estudante deverá cumprir, além das Atividades Pedagógicas constantes na matriz curricular, um total de 200 (duzentas) horas de Atividades Acadêmicas Complementares.

 

TEMPO DE DURAÇÃO DO CURSO
 A duração mínima e máxima prevista para o curso de Matemática - Habilitação: Licenciatura é de 4 (quatro) e 7 (sete) anos, respectivamente.

 

DIPLOMA CONFERIDO: Licenciatura Plena em Matemática

 

NÚMERO DE VAGAS E TURNO OFERECIDO
Turno de Funcionamento do Curso: Noturno
Número de Vagas (anual): 40
Regime Acadêmico do Curso: Seriado Anual

 

EMENTÁRIO DO CURSO


1ª SERIE

DISCIPLINA: CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I
EMENTA:
Conjunto dos números reais, ponto e reta no plano cartesiano, Conceito da indução finita, Funções e gráficos de funções, Limites e Continuidade, Derivada, reta tangente, taxas de variações e Extremos de Funções.

DISCIPLINA:      FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA ELEMENTAR
EMENTA:
Introdução à lógica matemática. Proposições. Proposições com quantificadores. Elementos de inferência lógica. Conjuntos (estudo axiomático). Álgebra de conjuntos. Relações: ordem e equivalência. Funções: injetoras, sobrejetoras, bijetoras.

DISCIPLINA: ESTATÍSTICA E PROBABILIDADE
EMENTA:
Variáveis e gráficos; Distribuições de Freqüência; Média, mediana, moda e outras medidas de tendência central; Desvio padrão e outras medidas de dispersão; Momentos, Assimetria e curtose; Teoria elementar da probabilidade; Distribuições: binominal, normal e de Poisson; Teoria elementar da amostragem, Teoria estatística da Estimação; Teoria da Decisão Estatística, teses de hipótese e significância; Teoria de pequenas amostras; Teste de Qui-Quadrado; Ajustamento de curvas e o método dos mínimos.

DISCIPLINA: GEOMETRIA
EMENTA:
Conceitos primitivos. Figuras Planas. Semelhança. Congruência. Equivalência. Paralelismo e perpendicularismo entre retas e planos. Poliedros convexos. Poliedros regulares. Prisma. Pirâmide. Cilindro. Cone. Esfera. Áreas e volumes. Sólidos semelhantes. Seções e troncos. Inscrição e circunscrição de sólidos. Superfícies e sólidos de revolução.

 

DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ÁLGEBRA
EMENTA:
Conjuntos; relações e funções; progressões; análise combinatória, binômio de Newton; números complexos; geometria analítica; polinômios.

DISCIPLINA: LIBRAS
EMENTA:
Alfabeto. Expressões diárias. Frutas. Animais. Números.

 

2ª SÉRIE

DISCIPLINA: CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II
EMENTA:
A integral indefinida, a integral definida e o Teorema Fundamental do Cálculo; funções inversas: derivação e integração; a função logaritmo e a exponencial; técnicas de integração; vetores no plano e equações paramétricas; vetores no espaço e Geometria Analítica Espacial (inclui equação da reta, do plano e quádricas); funções de várias variáveis: gráficos, limites e continuidade; Cálculo Diferencial de funções de mais de uma variável: derivada parcial, derivadas direcionais, gradientes e aplicações (teorema de Taylor. Max. e Min).

DISCIPLINA: ÁLGEBRA LINEAR
EMENTA:
Sistemas de equações lineares e matrizes; espaços vetoriais; transformações lineares; autovalores e autovetores de um operador linear; produto interno; tipos especiais de operadores lineares; diagonalização de matrizes de operadores lineares; aplicações: seções cônicas, quádricas.

DISCIPLINA: DESENHO GEOMÉTRICO E GEOMETRIA DESCRITIVA
EMENTA:
Construções geométricas fundamentais envolvendo retas, polígonos e círculos com régua e compasso. Os processos da geometria descritiva: representação, projeção e rotação.

DISCIPLINA: METODOLOGIA DO ENSINO DE MATEMÁTICA I
EMENTA:
Metodologia do Ensino associada aos conteúdos do Ensino Fundamental e Médio. Tendências Educacionais. Relações Étnico-Raciais e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Alternativas de Ensino na Perspectiva da Educação Matemática. Avaliação da Aprendizagem.

DISCIPLINA: ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO ENSINO
EMENTA:  
A evolução humana como um processo educativo. O sistema escolar brasileiro. Projeto Pedagógico do Curso e realidade educacional no contexto do neoliberalismo e globalização, com ênfase na Lei 9394/96 e Plano Nacional de Educação.

DISCIPLINA: INICIAÇÃO À PESQUISA
EMENTA:
Tipos de conhecimentos. Normas de ABNT. Técnicas para Elaboração de Trabalhos de Graduação.

DISCIPLINA: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO
EMENTA:
Origem da Psicologia. Concepções de desenvolvimento: correntes teóricas e repercussões na escola. Processos básicos do comportamento. Psicologia da Adolescência. Personalidade. Sistemas teóricos de interpretação do processo ensino-aprendizagem. O professor e o processo ensino-aprendizagem.

 

3ª SÉRIE

DISCIPLINA: CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL III
EMENTA:
Integração múltipla e aplicações (volumes, centro de gravidade, momento de inércia); Vetores e funções vetoriais; Cálculo Diferencial das funções vetoriais; Cálculo Integral das funções vetoriais; seqüências e séries de números reais; séries de potência.

 

DISCIPLINA: DIDÁTICA DA MATEMÁTICA

EMENTA:
Fundamentos do Ensino da Matemática. Planejamentos de ensino. Propostas metodológicas e técnicas vigentes no Ensino Fundamental e Médio. Programas trabalhados nas Escolas de Ensino Fundamental e Médio. Avaliação da Didática em Matemática.

DISCIPLINA: METODOLOGIA DO ENSINO DE MATEMÁTICA II
EMENTA:
Concepções do processo ensino-aprendizagem em matemática. O compromisso social do professor de Matemática. A Matemática no Ensino Fundamental. A resolução de problemas no currículo e na sala de aula do Ensino Fundamental. Atividades de investigação no currículo e na sala de aula no Ensino Fundamental. Avaliação da aprendizagem escolar de Matemática.

DISCIPLINA: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL
EMENTA:
Medição e sistema de unidades, vetores, cinemática, dinâmica, energia mecânica e termologia.

DISCIPLINA:      ÁLGEBRA MODERNA
EMENTA:
Relações de Equivalência e ordem. Aplicações e Leis de composição interna. Monóides e Grupos. Números Naturais e Números Inteiros. Anéis e Corpos. O Corpo dos números Reais e o Corpo dos Números Complexos. Anéis de Polinômios e Anéis Fatoriais.

DISCIPLINA: EQUAÇÕES DIFERENCIAIS
EMENTA:
Equações diferenciais de 1ª, 2ª ordem e ordens superiores; existência e unicidade da solução; aplicações diversas.

4ª SÉRIE

DISCIPLINA: ANÁLISE NA RETA
EMENTA:
Números reais. Sucessões e séries numéricas. Funções reais – Limites e continuidade. Funções deriváveis. Integral – Funções logarítmica e exponencial.

DISCIPLINA: METODOLOGIA DO ENSINO DE MATEMÁTICA III
EMENTA:
A Matemática no Ensino Médio. A resolução de problemas no currículo e na sala de aula do Ensino Médio. Atividades de investigação no currículo e na sala de aula no Ensino Médio. Avaliação da aprendizagem escolar de Matemática.

DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À MODELAGEM MATEMÁTICA
EMENTA:
Análise de modelos clássicos e do conteúdo matemático correspondente (equações diferenciais, equações de diferenças, ajustes de curvas, etc.) Elaboração de modelos alternativos. Modelagem para o Ensino Fundamental e Médio.

DISCIPLINA: HISTÓRIA DA MATEMÁTICA
EMENTA:
História da Matemática. Das Origens Primitivas ao Longo e Frutífero Século XX. Gregos, Árabes e a Matemática na Renascença. A invenção do Cálculo. Bernoulli, Euler, Gauss, e Cauchy. O surgimento da Álgebra Abstrata.

DISCIPLINA: CÁLCULO NUMÉRICO
EMENTA:

Números e operações. Resolução de sistemas de equações lineares: método de Gauss (pivotamento) e Gauss-Seidel. Cálculo de raízes reais de equações algébricas e transcendentes: método de Newton-Raphson, método da iteração linear. Interpolação polinomial: métodos de Lagrange e Newton. Cálculo numérico de integrais. Resolução numérica de equações diferenciais ordinárias. Ajuste de curva.

 

PROJETOS DESENVOLVIDOS

Um Olhar Sobre a Formação do Futuro Professor num Contexto de Modelagem Matemática: Relações entre o Conhecimento Profissional e o Pensamento Matemático Avançado – Professora Michele Regiane Dias Veronez
 
Uso das Novas Tecnologias na Educação Matemática: Limites e Possibilidades – Professora Maria Ivete Basniak
 
Geometria Diferencial, Teoria de Lei e Equações Diferenciais em Dimenção Infinita com uma Abordagem Estocástica – Professor Simão Nicolau  Stelmatchuk

 

DADOS DO COORDENADOR DO CURSO
Maria Ivete Basniak é professora assistente da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, mestre em Métodos Numéricos em Engenharia pela UFPR e doutoranda em Educação, linha de pesquisa em Políticas Públicas pela UFPR. Possui graduação em Matemática pela FAFIUV, especialização em Tecnologias da Informação e da Comunicação pela UFRGS e em Ensino da Matemática pela UNICENTRO. Tem experiência na área de Matemática, Educação e Tecnologias. (http://lattes.cnpq.br/2309595955795399)

 

E-MAIL E FONES DOS PROFESSORES A DISPOSIÇÃO DOS ACADÊMICOS
Celine Maria Paulek - celemaria03@yahoo.com.br
Celso da Silva - dcelso99@yahoo.com.br
Gabriele Granada Veleda - gabi.granada@gmail.com
João Alberto Valcanover - valcajoao@yahoo.com.br
Maria Ivete Basniak - basniak2000@yahoo.com.br
Michele Regiane Dias Veronez - miredias@uol.com.br
Simão Nicolau Stelmatchuk - simnaos@gmail.com
Tatianne Andréia Verboski - tatianneav@yahoo.com.br

Telefone do colegiado de matemática: 42-3521 9132

 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DOS PROFESSORES AOS ACADÊMICOS

horário.pdf

 

ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES

O currículo do Curso de Graduação em Matemática – Habilitação Licenciatura é constituído por um conjunto de atividades acadêmicas distribuídas nas seguintes categorias:
I. disciplinas obrigatórias;
II. atividade acadêmica especial de natureza obrigatória, correspondente a trabalho de conclusão de curso;
III. atividades acadêmicas complementares, correspondentes à participação do estudante em:
a) monitoria acadêmica;
b) projetos de ensino, de pesquisa, de extensão, previstos em Edital específico do curso;
c) eventos;
d) estágios voluntários;
IV. atividades de complementação de carga horária, corresponde a participação dos estudantes em:
a) monitoria acadêmica;
b) aulas aos sábados previstas em Edital específico do curso.
A monitoria acadêmica, o estágio voluntário e a participação em projetos somente serão considerados como atividades acadêmicas complementares mediante apresentação de relatório consubstanciado com a supervisão e avaliação a cargo de docente responsável, ou mediante apresentação de certificado.
            A participação em eventos será considerada como atividade acadêmica complementar mediante apresentação de certificado de participação. Os alunos, durante o curso, serão incentivados a apresentarem trabalhos em eventos científicos da área, nesta instituição e em outras.